Projeto de vida: o que fazer depois da aposentadoria?

Pensar na aposentadoria pode provocar sentimentos totalmente opostos conforme o ponto de vista de cada um. Para muitos, é um momento muito sonhado, em que haverá tempo para realizar sonhos e desenvolver atividades para as quais não havia tempo até então. Outros encaram esse período futuro com grande apreensão, seja pelo medo de ter sua renda diminuída ou pela falta de perspectiva do que fazer com seu tempo livre.

Seja qual for o seu comportamento, em qualquer uma das situações, é preciso ter um projeto de vida. “Todos querem ter qualidade de vida quando forem idosos. Para realizar esse objetivo, é importante sonhar”, diz Denise Mazzaferro, mestre em Gerontologia e sócia-diretora da Angatu IDH, consultoria em pós-carreira.

Na prática, para formular um projeto de vida, o primeiro passo, segundo a consultora, é entender que com a aposentadoria começará um novo ciclo. “Antes dos 40 ou 50 anos a energia das pessoas está voltada a construir família, a ser bem-sucedido na carreira. A partir daí, entendendo que virá um novo ciclo, deve-se começar a pensar o que fazer dele”, explica.

Ter um projeto de vida está ligado a ter um propósito. “É preciso saber o que faz sentido para cada pessoa. Se faz sentido para você ser avô ou um empreendedor, exercer esse papel dará a você a sensação de pertencimento. Isso significa que você encontra sentido para a vida ali, é uma fonte de prazer e bem-estar”, explica Denise. “Atualmente, uma pessoa de 70 anos pode ter mais 20 anos pela frente, e precisa ter um projeto para que esses anos façam sentido”, esclarece.

 

Projeto financeiro

Com as discussões em torno da reforma da Previdência, Denise acredita que, mais do que nunca, o tema está criando na população a consciência de que as pessoas viverão mais e que a fase da aposentadoria pode ser muito mais longa do que imaginado anteriormente.

“Todos estão percebendo que viveremos muitos anos com um recurso que não será suficiente. Aqueles que hoje vivem apenas da aposentadoria já sabem disso. Isso, com certeza, ampliará a consciência quanto à necessidade de poupar e talvez realizar também um investimento em produtos financeiros como previdência complementar”, destaca.

Dessa forma – talvez até por uma questão de sobrevivência – o primeiro passo de um projeto de vida é pensar na questão financeira, já que se não houver recursos suficientes fica muito difícil levar adiante qualquer plano de vida.

Se o projeto de vida incluir abrir um novo negócio, atenção. A especialista diz que as economias pessoais não devem entrar na empreitada. “Além das economias para viver melhor na aposentadoria, é preciso ter outro dinheiro para empreender. Não se pode arriscar a economia de uma vida toda em um negócio que pode ou não dar certo”.

 

Segundo passo

O passo a seguir, após ter certeza de que haverá dinheiro para ter uma aposentadoria tranquila, é pensar efetivamente o que fazer com os seus dias após parar de trabalhar. Isso não significa tentar resolver todas as frustrações carregadas durante a vida. “Há coisas que não precisam esperar a aposentadoria, como cursos e hobbies”, explica. E nada impede que um hobby já praticado também vire depois uma nova profissão.

Nesse caso, trabalhar novamente não será apenas por necessidade, mas graças à descoberta de uma nova possibilidade de atuação. O que ainda é raro, já que a especialista percebe – e o mercado de trabalho mostra isso – que muitos aposentados querem voltar a trabalhar como forma de complementar a aposentadoria.

Denise costuma coordenar programas de orientação ao pós-carreira em empresas, voltados para trabalhadores que estão prestes a se aposentar. Um dos exercícios que ela propõe aos participantes é pedir que eles pensem se os planos que eles têm para a aposentadoria serão capazes de gerar satisfação pelos próximos anos. Dificilmente apenas uma atividade ou um curso serão suficientes para gerar satisfação por tantos anos. Então, o alerta que fica é: nunca pare de sonhar e planejar. Essa é a única maneira de sentir-se feliz e ter uma vida que responda a seus anseios.