12 de Fevereiro de 2019

O impacto da alimentação na incontinência urinária

Imagem da Notícia

Alguns alimentos influenciam diretamente nos sintomas do trato urinário.

Algumas mudanças comportamentais em relação aos hábitos alimentares podem trazer benefícios para as pessoas que apresentam estes sintomas, particularmente, a incontinência urinária.


Reduzir o consumo de bebidas ricas em cafeína, beber bastante água, evitar alimentos e picantes, manter o peso controlado, evitar bebidas alcoólicas e o tabaco são cuidados que devem ser tomados para o a melhoria do estilo de vida do paciente.


Dicas para ter uma boa alimentação:


·         Não devemos reduzir a ingestão de líquidos, já que são necessários e contribuem para o bom funcionamento do organismo. Muitas pessoas reduzem a ingestão de líquidos, com a expectativa de diminuir os episódios de incontinência urinária. Recomenda-se a ingestão adequada de líquidos durante o dia e, se necessário, diminuir algumas horas antes de dormir, para evitar acordar várias vezes para urinar durante a noite ou evitar perdas de urina neste período.  

·         Alguns alimentos e bebidas são considerados “irritantes vesicais” ou seja, estimulam contrações involuntárias da bexiga e a sensação de urgência urinária e episódios de incontinência urinária. Entre estes, devem ser evitados: alimentos muito condimentados, bebidas que contenham álcool ou cafeína, refrigerantes à base de cola.

·         Evite o consumo excessivo de doces e procure ingerir alimentos menos gordurosos e menos calóricos para evitar a obesidade, que é um importante fator de risco associado à incontinência urinária.  


Assine nossa newsletter

Que tal sempre ficar por dentro quando novas notícias forem publicadas?

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00