19 de Julho de 2016

Qual é o tratamento para incontinência urinária?

Imagem da Notícia

Uma condição muito desconfortável – e mais frequente do que pensamos – é a incontinência urinária. Mais comum em idosos, ela pode surgir também em idades mais prematuras, especialmente em mulheres, e traz uma série de implicações e mudanças na vida de quem apresenta esta condição. No entanto, existem alguns tratamentos e atitudes que podem contribuir para que a pessoa fique mais confortável e segura para suas tarefas do dia a dia.

Quer descobrir quais são eles?

Confira no artigo de hoje!ExercíciosUma alternativa de tratamento para a incontinência urinária, particularmente quando as perdas acontecem em situações como tosse, espirro ou carregar peso, é por meio da reabilitação do assoalho pélvico, que consiste em uma série de exercícios que melhoram o suporte da bexiga e a pressão de fechamento da uretra. Um profissional de saúde especializado nesta área, como fisioterapeuta, enfermeiro ou educador físico, poderá indicar a forma correta de executá-los e desenvolverá um regime de exercícios individualizado e progressivo para cada pessoa.

Medicamentos a intervenção farmacológica é também uma alternativa no tratamento da incontinência urinária. Existem diferentes medicamentos que ajudam a melhorar essa condição. Em alguns casos, para obtenção de melhores resultados, há indicação da associação entre medicamentos e exercícios para os músculos do pavimento pélvico. A avaliação médica poderá indicar a real necessidade do uso destes medicamentos e a melhor forma de prescrevê-los para o sucesso do tratamento.

CirurgiaA intervenção cirúrgica é uma possibilidade para casos em que os exercícios e a medicação não estão tendo êxito ou não tem indicação precisa. Embora fosse mais controversa em outros tempos, a verdade é que hoje em dia essas cirurgias apresentam uma taxa muito boa de sucesso. O urologista ou ginecologista podem indicar a necessidade do procedimento.

Alteração do estilo de vidaAo buscar o tratamento para a incontinência urinária, é indispensável repensar o estilo de vida em relação à ingestão de determinados alimentos, ao peso corporal e ao consumo de tabaco. As pessoas com excesso de peso têm maior predisposição a apresentar essa condição, devido à maior pressão abdominal. Os fumantes, por sua vez, tossem mais, o que pode acarretar em maior frequência da perda de urina. Cafeína e sucos e alimentos cítricos podem irritar a bexiga e também devem ser limitadas ou excluídas.

Uso de absorvente feito especificamente para incontinência urináriaExistem absorventes feitos especialmente para pessoas que apresentam perdas urinárias. Eles são desenvolvidos com padrão tecnológico elevado que neutraliza o odor da urina e com maior capacidade de absorção. São encontrados em modelos específicos para o homem e para a mulher e se adaptam ao corpo, deixando a pessoa mais confortável e segura para suas atividades cotidianas.Essas são algumas das formas para o manejo e tratamento da incontinência urinária. A avaliação médica é imprescindível para a indicação do tratamento adequado, o que traz benefícios para a qualidade de vida.

Assine nossa newsletter

Que tal sempre ficar por dentro quando novas notícias forem publicadas?

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00