27 de Março de 2019

Gripe pode estar associada com incontinência urinária?

Imagem da Notícia

A gripe é uma infecção viral aguda do sistema respiratório, que se manifesta por sintomas de febre, dor muscular e tosse seca. É uma doença que pode ser transmitida com facilidade e diferentes grupos são vulneráveis aos vírus da gripe, como crianças, gestantes, adultos e idosos com doenças crônicas como diabetes e hipertensão. Em pacientes acima dos 50 anos, a gripe pode se alongar por mais tempo e é bem incômoda.

Além dos sintomas incômodos da gripe, como calafrios, dor no corpo, febre, e cansaço, a incontinência urinária pode ocorrer com maior frequência neste período. Isto ocorre, porque a tosse provoca aumento da pressão abdominal e consequente perda involuntária de urina. 

 

Com a aproximação do inverno, a circulação do vírus da gripe é muito maior. A gripe pode ser transmitida por tosse e espirros ou pelo contato das mãos com uma superfície contaminada pelo vírus. Ao levar a mão até o nariz, por exemplo, a pessoa pode ser contaminada pelo vírus.

No caso de contrair a gripe, procure avaliação médica para o tratamento adequado. Se nesse período apresentar escapes de urina ao tossir ou espirrar, utilize uma proteção adequada como absorventes específicos para perda urinária, disponíveis nos modelos feminino e masculino.  

 

Para prevenir a gripe, é importante receber a vacina, disponível nas Unidades Básicas de Saúde para pessoas com maior risco de contrair a doença, e disponíveis também em clínicas de vacinação. Além disso, é imprescindível adotar medidas básicas como manter os ambientes arejados, lavar as mãos com frequência, cobrir o nariz e a boca com o antebraço ao tossir e espirrar.

 

 

 

 

 

 

Assine nossa newsletter

Que tal sempre ficar por dentro quando novas notícias forem publicadas?

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00