28 de Dezembro de 2018

Quem fez cirurgia de câncer de próstata deve se preocupar com incontinência urinária?

Imagem da Notícia

Um percentual significativo de homens que se submeteram à prostatectomia - cirurgia para retirada da próstata, têm algum grau de incontinência urinária, mesmo que temporária. Isso causa um impacto profundo na qualidade de vida, uma vez que pode trazer consequências negativas na sua autoimagem e no convívio social.

Diferentes fatores podem contribuir para a incontinência urinária no pós-operatório deste procedimento cirúrgico.  Entre eles, a cirurgia pode afetar o funcionamento do esfíncter urinário, que é o músculo que envolve a uretra e contribui para a continência. Outros fatores como idade do paciente e outros problemas de saúde, também podem aumentar a probabilidade de perda involuntária de urina no pós-operatório.

Contudo, medidas para fortalecer a musculatura do assoalho pélvico auxiliam os homens a recuperar o controle da continência. Sob orientação de um profissional especializado, o homem pode realizar exercícios de contrações voluntárias deste grupo muscular. Estudos demonstram que a chamada Reabilitação do Assoalho Pélvico, contribui para diminuir a gravidade e a duração da incontinência urinária pós-prostatectomia.

Durante o período em que apresenta perdas urinárias, é recomendado a utilização de proteção adequada, como o absorvente masculino ou a roupa íntima absorvente – produtos específicos para perda urinária, e que proporcionam maior segurança para o homem com incontinência urinária.

 

Assine nossa newsletter

Que tal sempre ficar por dentro quando novas notícias forem publicadas?

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00