28 de Novembro de 2018

A menopausa e a incontinência urinária

Imagem da Notícia

A incontinência urinária, ou perda involuntária de urina, é uma condição frequente durante o climatério, que é o período de transição da fase reprodutiva para a não reprodutiva da mulher. A menopausa é a última menstruação e só é diagnosticada após a mulher passar, pelo menos, 12 meses consecutivos sem menstruar e ocorre, geralmente, entre os 45 e 55 anos. Neste período ocorre diminuição progressiva das concentrações dos hormônios sexuais femininos. 

A diminuição do hormônio estrogênio, pode resultar em enfraquecimento  músculo do assoalho pélvico, ocasionando episódios de perda involuntária de urina.    

O que é mais importante saber é que a incontinência urinária pode ser tratada e melhor administrada.

Sintomas Urinários frequentes na Menopausa

•         Escapes de urina ao tossir, espirrar, carregar peso, ou realizar exercícios físicos  

•         Escapes de urina enquanto caminha para o banheiro 

•         Acordar mais de duas vezes à noite para urinar  

•         Infecções urinárias frequentes

Tratando sua incontinência urinária

Procure o seu médico para falar sobre a perda de urina e buscar a melhor forma de tratamento para o seu caso. Fortalecer os músculos do assoalho pélvico com exercícios de contração muscular é o principal passo no tratamento das perdas urinárias por esforço. Tente o seu melhor para ficar em torno de seu peso saudável normal. Para proteger-se contra infecções do trato urinário mantenha sua higiene pessoal, particularmente a higiene íntima. Além disso, beba líquidos regularmente. Para proteção adequada no caso de incontinência urinária, utilize absorventes femininos específicos para incontinência urinária.

 

Assine nossa newsletter

Que tal sempre ficar por dentro quando novas notícias forem publicadas?

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00