12 de Fevereiro de 2019

Como as pessoas obesas ou com sobrepeso podem evitar a incontinência urinária?

Imagem da Notícia

Sobrepeso e obesidade são temas constantemente debatidos, porque podem impactar diretamente na saúde de uma pessoa. Doenças crônicas como Hipertensão, Diabetes e Dislipidemia são frequentemente associados à essas condições. Uma das principais diferenças entre sobrepeso e obesidade é o acúmulo de gordura corporal, que, particularmente no obeso, é muito superior ao que é considerável saudável.


Muitas pessoas desconhecem que o sobrepeso e a obesidade são fatores associados à maior risco de incontinência urinária.  A quantidade de gordura no interior do abdômen influencia consideravelmente nos movimentos musculares para diversas atividades cotidianas, tais como caminhar, respirar, agachar ou levantar.  E particularmente, resulta em aumento da pressão dentro do abdômen, o que sobrecarrega a musculatura do assoalho pélvico, facilitando episódios de perda urinária. Quanto maior o índice de massa corpórea (IMC) mais chance de ter incontinência urinária, principalmente no público feminino. Mudança de hábitos, programa de emagrecimento e a efetiva perda de peso contribuem muito para diminuir a incontinência urinária. Estas ações, devem ser acompanhadas por um programa de reabilitação, em que profissionais especializados orientam a realização de exercícios  pélvicos que podem fortalecer o assoalho pélvico. A procura por especialistas e alteração do estilo de vida devem ser levados em conta quando se fala em obesidade e incontinência urinária, sem dúvida.

 

Assine nossa newsletter

Que tal sempre ficar por dentro quando novas notícias forem publicadas?

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00