29 de Julho de 2019

Incontinência pós-parto

Imagem da Notícia

Uma questão que pode incomodar, e muito, mulheres após o período gestacional é a incontinência urinária por esforço. O parto é, sem dúvida, um fator de risco para a incontinência urinária e o risco aumenta quando a mulher também apresentou escapes de urina durante a gestação. Neste período, as perdas urinárias estão relacionadas às mudanças hormonais características da gestação e ao aumento do volume do útero e consequente pressão sobre o assoalho pélvico – grupo de músculos que sustentam os órgãos da pelve, entre eles, a bexiga e o útero. As perdas urinárias podem ocorrer em mulheres que realizaram parto normal ou cesáreo, e podem permanecer por semanas após o parto. A realização de exercícios de fortalecimento do assoalho pélvico pode diminuir o risco de perdas urinárias após o parto, por isso, as gestantes devem estar atentas para a realização destes exercícios. Por outro lado, se a mulher apresentar escapes de urina no pós-parto, pode também ser beneficiada por estes exercícios, que contribuem para a recuperação da musculatura do assoalho pélvico e consequente diminuição das perdas urinárias e devem ser orientados por profissionais especializados. Quando as mulheres apresentam escapes de urina, recomenda-se a utilização de produtos absorventes específicos para incontinência urinária, como absorventes ou roupas íntimas, que proporcionam maior proteção e conforto. 

Assine nossa newsletter

Que tal sempre ficar por dentro quando novas notícias forem publicadas?

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00