8 de Outubro de 2018

Mulher é mais predisposta a ter incontinência? Por quê?

Imagem da Notícia

A incontinência urinária é uma condição mais frequente em mulheres do que em homens. Gravidez, parto e menopausa podem contribuir para a incontinência urinária em mulheres.

Na infância, as meninas geralmente desenvolvem o controle da bexiga em idade mais precoce do que os meninos, e o conhecido “xixi na cama”- ou enurese noturna - é menos comum em meninas do que em meninos. No entanto, as mulheres adultas são muito mais propensas que os homens adultos a experimentar a Incontinência Urinária, principalmente devido às diferenças anatômicas na região pélvica e às mudanças induzidas pela gravidez e pelo parto.

Enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico, Bexiga Hiperativa e alterações neurológicas também estão associados à  incontinência urinária em mulheres.

Entre os diferentes tipos de incontinência urinária, as mais frequentes nas mulheres são: Incontinência Urinária por Esforço, que ocorre após situações como tossir, espirrar ou carregar peso e Incontinência Urinária por Urgência, quando a mulher sente desejo repentino de urinar e não consegue segurar a urina, antes de chegar ao banheiro. Algumas mulheres apresentam tanto os sintomas da incontinência por urgência quanto por esforço e, neste caso, são diagnosticadas com Incontinência Urinária Mista. Procure seu médico para o diagnóstico e tratamento corretos.   

Independente do tipo de incontinência urinária, a mulher necessita de proteção adequada, que proporcione segurança, rápida absorção e neutralize o odor da urina. Neste caso, ela deve utilizar os absorventes específicos para escapes de urina, disponíveis em diferentes tamanhos, atendendo a necessidades individuais.    


http://www.tena.com.br/produtos

 

Assine nossa newsletter

Que tal sempre ficar por dentro quando novas notícias forem publicadas?

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00