27 de Junho de 2017

Como identificar o nível de Incontinência

Imagem da Notícia

A incontinência urinária é um problema que atinge 5% da população mundial. Pode até parecer pouco numericamente, mas os prejuízos psicossociais que ela pode causar são muitos, desde um simples desconforto até depressão. Um estudo publicado no Journal of Gerontology Biological Sciences, em 2012, mostrou que esses danos são maiores conforme a frequência e a gravidade das perdas urinárias.

 

Ainda não há uma padronização para estabelecer o nível de gravidade. Não existe um exame preciso para definir se a incontinência é leve, moderada ou severa. O grau de incontinência vai ser calculado mais pelo aspecto observacional, segundo o que o paciente relata ao médico e pelo volume que ele perde de urina”, explica o urologista Fabrício Leite de Carvalho, membro do Departamento de Urologia Feminina da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

 

Assim, alguns profissionais da área da saúde avaliam a gravidade conforme reportado pelo paciente; outros, pelo número diário de perdas, medindo pelo número de absorventes ou fraldas usado durante 24 horas. “Essa prática não é muito eficiente, pois não permite uma medida exata. Há pessoas que se incomodam com uma pequena perda, o que já as faz trocar o protetor. Outras ficam muitas horas com um mesmo protetor, mesmo que a perda seja grande, porque não se incomodam”, diz Carvalho.  

 

Segundo o urologista, o mais acurado para a medição é, durante 24 horas, pesar o protetor absorvente ou a fralda antes e depois do uso. A diferença de peso corresponde à quantidade de urina perdida. “Na clínica não fazemos isso rotineiramente, primeiro porque o paciente sente um certo entrave em ter que lidar com isso. Por isso, acabamos ficando apenas com o parâmetro subjetivo”, afirma o médico.

 

Outros estudos internacionais sugerem a associação da frequência e da quantidade de urina perdida para calcular a severidade da incontinência. No entanto, a falta de precisão na medida não tem grande impacto no tratamento. “Até porque, principalmente quando se trata da incontinência de esforço feminina, que é a mais prevalente, o tratamento independe do critério de severidade”, esclarece. Nesse caso, o tratamento vai desde a fisioterapia para reabilitação do assoalho pélvico até cirurgia. “O tratamento cirúrgico utiliza uma técnica que serve para qualquer nível de incontinência, seja ela leve, moderada ou severa, com resultados finais muito parecidos”, diz.

 

Já quando se trata da incontinência urinária em homens, a severidade do problema tem mais importância. “Há duas técnicas diferentes para a cirurgia nos homens. Uma é a colocação de um sling nos casos leves a moderados e, a outra, a colocação de um esfíncter artificial, para os quadros severos. Por isso é mais importante para os homens saber o nível de incontinência”, explica Carvalho.

 

Níveis de incontinência - baseado no peso de produtos absorventes

Tomando como referência a quantidade de urina perdida, por meio do peso dos protetores e fraldas, o urologista diz que os valores são considerados segundo uma média adotada em diversos estudos nacionais e internacionais. Desta forma, os índices seriam:

• Leve – perda de menos de 150 g de urina em 24 horas

• Moderada – perda entre 155 g e 390 g de urina em 24 horas

• Severa – perda acima de 400 g de urina em 24 horas

 

Para avaliação da severidade da Incontinência Urinária, Maria Alice Lelis, Enfermeira com Doutorado em Ciências da Saúde pela UNIFESP (Urologia/ Incontinência Urinária) e Consultora Profissional da Essity, sugere a utilização de duas questões do questionário denominado ICIQ-SF: International Consultation on Incontinence Questionnaire - Short Form, validado no Brasil em 2004 por Tamanini e colaboradores.

Em um estudo publicado em 2009, na revista Neurourology and Urodynamics, os autores, baseados no resultado da pontuação das questões do ICIQ-SF, sobre a frequência e quantidade da perda urinária, propõem a classificação da severidade da Incontinência Urinária em Leve, Moderada, Severa e Muito Severa. 


Severidade da Incontinência Urinária (frequência e quantidade)


Com que frequência você perde urina? (assinale uma resposta)

Nunca

0

Uma vez por semana ou menos

1

Duas ou três vezes por semana

2

Uma vez ao dia

3

Diversas vezes ao dia

4

O tempo todo

5


Gostaríamos de saber a quantidade de urina que você pensa que perde

(assinale uma resposta)

Nenhuma

0

Uma pequena quantidade

2

Uma moderada quantidade

4

Uma grande quantidade

6


A classificação da severidade da perda urinária (frequência e quantidade) é dada pela soma da pontuação das duas questões:

Leve (1-3)        Moderada (4-5)          Severa (6-9)          Muito Severa (10-11)

 

Fonte:

Tamanini JTN e col. Validação para o português do “International Consultation on Incontinence Questionnaire - Short Form” (ICIQ-SF). Rev Saúde Pública 2004;38(3):438-44.

 Klovning A et al. Comparison of Two Questionnaires for Assessing the Severity of Urinary Incontinence: The ICIQ-UI SF Versus the Incontinence Severity Index. Neurourology and Ur odynamics 2009; 28:411–415.



Assine nossa newsletter

Que tal sempre ficar por dentro quando novas notícias forem publicadas?

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00