Bem vindo ao Site TENA

Seja Bem-Vindo ao site TENA

Saiba mais sobre a incontinência, com nossos conteúdos exclusivos para:

Perguntas e Respostas

Como saber se estou contraindo bem os músculos abdominais do pavimento pélvico?

Antes de tudo, é importante saber como devemos nos sentir ao contrair esses músculos. Eles ficam na parte mais baixa do abdômen, abaixo do umbigo e perto dos ossos pélvicos laterais. Ao tentar contraí-los, a sensação é uma tensão suave ao toque. Nunca será possível sentir uma contração mais forte, como acontece com o quadríceps e as nádegas, que são músculos maiores. A sensação é mesmo mais sutil. Se o que se percebe são protuberâncias no abdômen inferior, ou uma contração mais forte, a prática do exercício provavelmente está errada.

Tem algum curso que ajuda e ensina cuidadores de pessoas com incontinência urinária?

Cuidar de um idoso ou pessoa debilitada, que geralmente sofre de incontinência urinária, não é tarefa fácil. Mais do que dedicar tempo e carinho, um cuidador precisa de certo conhecimento específico para exercer a função. Para ajudar os cuidadores, desde 2012 a psicóloga Maria Elizabeth Bueno Vasconcellos oferece o “Curso de Capacitação e Orientação para uma Vida Mais Saudável” – da empresa APOIO. O curso acontece uma vez por mês na Câmara Municipal de São Paulo e acolhe tanto profissionais como familiares que cuidam de idosos.

Quais os benefícios que os exercícios do assoalho pélvico trazem para minha vida sexual?

Uma musculatura forte e tonificada tem maior sensibilidade e capacidade de lubrificação. Além disso, os músculos que se contraem e relaxam durante o clímax estarão mais fortes, o que garante orgasmos mais longos e intensos. Outro benefício é que, tendo maior controle dos músculos vaginais, as mulheres podem aprender novas técnicas para massagear o pênis do parceiro durante a penetração.

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00