Bem vindo ao Site TENA

Seja Bem-Vindo ao site TENA

Saiba mais sobre a incontinência, com nossos conteúdos exclusivos para:

Perguntas e Respostas

Como funciona a bexiga?

Cada vez que você come ou bebe, o seu corpo absorve líquidos. A função dos seus rins é filtrar os resíduos desses fluídos e eliminá-los do corpo, fabricando assim a urina. As gotículas passam continuamente dos rins para a bexiga, que vai se expandindo aos poucos. Quando a bexiga está cheia, o cérebro recebe um sinal de que é preciso ir ao banheiro. Para que a urina seja eliminada, o cérebro manda comandos para que o músculo maior da bexiga se aperte e se contraia. Ao mesmo tempo, ordena aos músculos de suporte (ou músculos do pavimento pélvico) que rodeiam a uretra (a saída da bexiga) para relaxar e deixar a urina passar.

Por que alguns homens têm incontinência urinária?

Os escapes de urina são comuns entre os homens e podem acontecer por diferentes motivos. Na realidade, em média um a cada quatro homens acima dos 40* tem alguma forma de perda urinária. As causas diferem de homem para homem, porém as mais comuns são: enfraquecimento dos músculos do pavimento pélvico, idade, obesidade ou aumento da próstata. Em alguns casos pode ser uma condição hereditária. Para saber mais sobre incontinência urinária em homens, clique aqui. Em seguida, procure o seu médico. *Com base em inquéritos realizados pela SCA em 2012, em homens acima dos 40 anos nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Itália, Rússia e México. Dados no ficheiro não publicados.

Sou uma mulher relativamente jovem e tenho problemas urinários. Isso não é um problema que afeta só os mais velhos?

Uma em cada três mulheres* tem problemas urinários. A gravidez e o parto contribuem para esse número, assim como a menopausa. Além disso, até mesmo as mais jovens podem ter escapes de urina esporádicos, muitas vezes depois de exercícios físicos mais intensos, por exemplo. As fumantes, ainda que jovens, também têm mais probabilidade de terem escapes de urina, uma vez que tossem com mais frequência, o que pode ir afrouxando o músculo pélvico. O uso excessivo de café, chá ou álcool também podem influenciar nos escapes de urina.


*Fonte: Boletim Epidemiológico Paulista

ATENDIMENTO AO CLIENTE

0800 770 66 00